Foto: Maor X, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia

O Aeroporto Internacional Simón Bolívar, em Caracas, está introduzindo um processo de pagamento em criptomoedas. A agência de notícias regional El Siglo informou que o aeroporto está atualmente trabalhando na adaptação de seus sistemas de pagamento para aceitar criptomoedas como Dash, Bitcoin e a moeda digital nacional atrelada ao petróleo Petro.

Os ativos digitais podem ser usados ​​para comprar passagens aéreas e outros serviços do aeroporto. A administração do aeroporto disse que fará parceria com a Superintendência Nacional de Ativos de Criptografia e Atividades Relacionadas da Venezuela (Sunacrip) para lançar as opções de pagamento.

O diretor do aeroporto, Freddy Borges, foi citado pela agência de notícias como tendo dito: “Precisamos avançar nesses novos sistemas econômicos e tecnológicos para sermos acessíveis. Ativaremos um botão para pagamentos de criptomoedas nas plataformas do aeroporto e atividades comerciais em coordenação com a Sunacrip”.

Borges observou que a estreia dos pagamentos criptográficos no aeroporto apoiaria o objetivo da empresa de promover a adoção da moeda digital. As novas opções de criptografia de pagamento também devem beneficiar os turistas estrangeiros.

O Aeroporto Internacional de Maiquetía é o maior aeroporto da Venezuela e a principal porta de entrada para o país. Localizada a noroeste da capital Caracas, ela opera voos domésticos e internacionais.

O outro lado da (cripto)moeda

Muito além do “glamour” e da “modernidade”, as lutas financeiras da nação, com hiperinflação e pobreza, levaram a um amor crescente pelo bitcoin e outros ativos digitais entre a população local. Dessa forma, não é de se estranhar que o país sul-americano seja um dos líderes em termos de adoção de criptomoedas.

No ano passado, o Burger King Venezuela permitiu que os clientes de Caracas pagassem suas contas com algumas das criptomoedas mais populares, como Bitcoin, Litecoin, Ethereum, Binance Coin, Dash e Tether.

Poucos meses depois, outra rede de alimentos conhecida, a Pizza Hut, permitiu que os clientes pagassem no seguinte ativo digital: Bitcoin, Ethereum, Dash, Litecoin, Binance Coin e outras. A oferta passou a estar disponível em todas as lojas Pizza Hut em Caracas, Maracay, Maracaibo e Barquisimeto.



Fonte original