Analista aponta 4 criptomoedas que podem alcançar seus recordes históricos

O analista criptomoedas Jason Pizzino listou quatro criptoativos que ele acredita que podem alcançar seus recordes históricos de preços.

Em uma entrevista recente ao canal do YouTube Crypto Tips, Pizzino compartilhou suas previsões para (DOT), () e outras duas altcoins.

Polkadot

Primeiramente, o analista falou sobre suas expectativas para DOT, o ativo digital nativo da plataforma de contrato inteligente Polkadot.

No momento da escrita desta matéria, o criptoativo está sendo negociado a US$ 42,63, tendo recuado cerca de 1% na última semana.

Este preço está cerca de 15% abaixo do recorde histórico de US$ 49,69 alcançado por Polkadot em maio. Contudo, para Pizzino, a criptomoeda não só voltará a ser negociada neste preço quanto irá superar a marca.

Isso porque Pizzino prevê que DOT subirá para US$ 53. Caso a projeção se confirme, será uma alta de mais de 24% em relação ao preço atual.

Cardano (ADA)

Em segundo lugar, o analista falou sobre ADA, o token nativo da plataforma de contrato inteligente Cardano.

“Acho que vai chegar a um novo recorde de todos os tempos eventualmente. Mas no momento ainda tem essa tendência [de baixa] para terminar e depois sair”, disse Pizzino.

ADA está sendo negociada a US$ 2,03 no momento da escrita. Na última semana, o preço da criptomoeda retrocedeu quase 7,5%. Mas para o analista em breve essa tendência deve ser revertida.

O recorde histórico de preço de Cardano é de US$ 3,10 e foi alcançado em setembro deste ano. Para superar essa marca, ADA teria que subir quase 53%.

(MATIC)

Em seguida, Pizzino compartilhou seu otimista com MATIC, o criptoativo nativo da solução de dimensionamento Polygon.

Assim como nos outros casos, o analista crê que MATIC deve atingir seu topo histórico em breve. Neste momento, o ativo digital está custando US$ 1,98, tendo valorizado 30% nos últimos 7 dias.

Este preço, no entanto, está aproximadamente 26% abaixo de seu recorde histórico de US$ 2,68 atingido em maio.

(GRT)

GRT, o ativo nativo do protocolo de indexação The Graph, é o quarto criptoativo da lista de Pizzino.

Conforme destacou o analista, o ativo digital está “finalmente começando a fazer seu movimento” com baixas consistentemente mais altas.

Na última semana, GRT saltou 8,3% para o preço atual de US$ 0,97. Seu preço mais alto, de US$ 2,88, foi registrado em fevereiro deste ano.

De acordo com Pizzino, os investidores em busca de uma “entrada mais segura” no ativo devem ficar atentos para o nível de US$ 1,10. Para superar seu topo histórico, GRT precisa saltar pouco mais de 66%.

Por CriptoFácil





Fonte original