Depois de ser colocado nas cordas e castigado por sucessivos socos de pessimismo, o bitcoin (BTC)passa por uma recuperação significativa na manhã desta quarta-feira (21).

Por volta das 9h, a principal criptomoeda do mercado saltava 6,24%, aos US$ 31.537,41 nas últimas 24h. Mesmo assim, a queda nos últimos sete dias ainda é de 3,65%.

O otimismo com o bitcoin está contaminando os mercados hoje, com destaque especial para a Cardano (ADA), que dispara 11,54%, aos US$ 1,16, e Polkadot (DOT), que avança 13,32%, aos US$ 12,22 no mesmo horário.

Você pode conferir as perspectivas para o bitcoin e outras criptomoedas no nosso canal do YouTube:

Confira como andam as 10 moedas do mercado hoje:

O avanço do mercado se deve às grandes expectativas com o encontro entre o CEO do Twitter, Jack Dorsey, e o excêntrico bilionário Elon Musk. Ambos devem conversar no evento The B-Word, sobre perspectivas para o bitcoin e outras criptomoedas. 

Dorsey é um dos grandes entusiastas de criptomoedas. Ele já anunciou, em sua conta no twitter, a criação de uma plataforma de pagamentos focada em finanças descentralizadas e bitcoin.

Confira também as perspectivas para outras moedas alternativas ao bitcoin para o próximo semestre:

Impacto ambiental

Já Musk é conhecido por chacoalhar o mercado de criptomoedas, tendo diversas vezes feito o criptomercado disparar ou cair com sua conta no twitter. O CEO da empresa de carros elétricos Tesla afirmou estar preocupado com as fontes de energia poluentes do bitcoin, o que o fez barrar a compra de modelos da Tesla em criptomoedas.

Entretanto, Jack Dorsey afirmou que quer debater com o bilionário formas de energia renovável para a mineração de bitcoins. Apesar da saída de mineradores de criptomoedas da China, o país asiático ainda corresponde por 46% do hashrate de mineração do bitcoin.

Apesar de o consumo de energia do bitcoin ter se provado menor do que o que é utilizado para o sistema bancário atual, a fonte primária de energia da China é o carvão, o que pode tornar a atividade de mineração de criptomoedas mais poluente.

Os dois devem se encontrar às 15h da tarde, horário de Brasília, 11 da manhã nos Estados Unidos. Além da questão ambiental, o evento deve contar com debates sobre melhoria na blockchain do bitcoin e finanças alternativas em criptomoedas. Você pode conferir a agenda completa no site do The B-Word.



Fonte original