A primeira vez que o Bitcoin atingiu o valor de US$ 60 mil foi em março desse ano e, logo em abril, o número entrou em uma queda que durou meses. Agora, a moeda digital conseguiu atingir novamente o valor, sugerindo um bom futuro aos investidores.

Durante a última madrugada, a criptomoeda começou a subir e, na manhã desta quinta-feira (15), já atingiu o valor de US$ 60,1 mil. Caso continue subindo, é possível que a moeda bata um novo recorde em breve — o preço subiu até US$ 64,8 mil em abril, antes de cair.

Fundos ETF podem ajudar Bitcoin em novo recorde

Aparentemente, um dos motivos para a alta é a chegada do primeiro ETF (Exchange Traded Funds) de bitcoins nos Estados Unidos, ou seja, um fundo de aplicação baseado na criptomoeda. Até então, os entusiastas só podiam investir diretamente em Bitcoin e não havia fundos gerenciados por empresas de investimentos.

De acordo com informações do site Bloomberg, o governo americano deve aprovar diversos fundos baseados em criptomoedas já na próxima semana. Na última quarta-feira (14), a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) publicou um tuíte aconselhando os investidores a tomarem cuidado na hora de investir em fundos de Bitcoin, indicando que as ETFs estão mais próximas de se tornarem realidade.

Os gráficos mostram que o valor do Bitcoin está em crescimento desde o início de outubro e, hoje (15), faltam apenas 7% para alcançar o novo recorde.





Fonte original