A semana foi movimentada para o mercado de criptoativos. Já na sexta-feira passada, dia 15, o mercado se animou com a notícia que a SEC, a comissão de valores americana, iria aprovar a comercialização na bolsa de valores local dos primeiros ETFs (fundos que replicam índices) de contratos futuro de cripto. São três produtos cuja autoriação foi solicitada pelas gestoras ProShares, Invesco e Valkyrie. Isso foi suficiente para a moeda digital avançar para mais de US$ 60 mil por bitcoin, patamar que não atingir desde março.

Mas teve mais. Já nesta terça-feira (19), o primeiro ETF, o “ProShares Bitcoin Strategy ETF”, foi lançado na Bolsa de Valores de Nova York. Na quarta-feira, um novo recorde foi batido no preço do bitcoin: US$ 66 mil (cerca de R$ 358 mil na cotação daquele dia), dia em que o ETF de bitcoin movimentou mais de US$ 1 bilhão.

O que está acontecendo com esse mercado de criptomedas? Qual o impacto e o que representa a listagem do ETF na bolsa americana? Esses preços são sustentáveis ou estamos vivendo um momento atípico de valor do bitcoin que pode acabar em breve? Quais as perspectivas para as criptomoedas e como o investidor brasileiro pode aplicar no ativo?

Essas e outras perguntas vamos responder na live desta sexta-feira, dia 22 de outubro, com Roberta Antunes, diretora de Crescimento da Hashdex, e mediada pela jornalista do Valor Investe, Naiara Bertão, em mais um episódio do programa Fechando os Trabalhos.

Data: 22/10 Às 16h30
Canal: Instagram do Valor Investe (
@valorinveste)





Fonte original