Por Yasin Ebrahim. da Investing.com – O Bitcoin subia 4% nesta segunda-feira (25) com a prevalência de compras na queda após o seu recente recuo, e os dados mais recentes sobre o seu blockchain sugerem que os investidores devem apertar os cintos para novas oscilações antes que a popular criptomoeda volte a registar máximas.

Bitcoin subia 4,3%, a US$ 63.041, negociando perto de sua máxima histórica de US$ 66.967,10, de 20 de outubro.

Apesar de cederem um pouco após o recente recuo para os US$ 60.000, as taxas de financiamento do Bitcoin, ou o custo de manter posições longas nos futuros listados nas exchanges, continuam próximas das máximas históricas.

A história conta que altas taxas de financiamento são geralmente seguidas de sell-offs do mercado para descartar parte da exuberância, ou seja, as apostas alavancadas em BTC. Tanto o recuo de setembro como o banho de sangue de maio foram precedidos por elevadas taxas de financiamento.

“As taxas de financiamento permanecem em níveis semelhantes aos observados imediatamente antes da queda do início de setembro. Com os juros abertos futuros continuando próximos dos recordes de alta, o risco de que uma queda maior limpe ainda mais as posições alavancadas ainda está em jogo”, o Glassnode publicou na segunda-feira em seu relatório semanal sobre a rede.

Qualquer oscilação negativa, no entanto, provavelmente encontrará uma onda de demanda, já que os dados da cadeia, que detalham os principais desenvolvimentos na rede do Bitcoin, apontam para uma desaceleração na realização de lucros por parte dos investidores de longo prazo.

“O comportamento de gastos dos investidores de longo prazo […] parece estar desacelerando, enquanto a convicção retorna durante [o pullback recente],” afirmou Glassnode.

A oferta de investidores de longo prazo diminuiu cerca de 39.5000 BTC nas últimas duas semanas. Mas ela “já começou a se recuperar”, indicando que “a vasta maioria dos detentores de moeda ainda estão esperando preços mais altos”, acrescentou.

Num outro sinal de procura saudável, os mercados de cripto continuam a atrair capital de investimento, com um montante recorde de US$ 1,47 bilhão em novos aportes fluindo para produtos de investimento em ativos digitais na semana passada, como revelou na segunda-feira um relatório da CoinShares.

O valor de mercado do BTC subiu para US$ 1,186 trilhão, elevando o valor total do mercado para US$ 2,614 trilhões, pouco abaixo do seu valor máximo histórico de US$ 2,681 trilhões.

Deixe seu Comentário





Fonte original