Embora o preço do Bitcoin tenha enfrentado grande dificuldade para segurar qualquer movimento de valorização, a maior criptomoeda em valor de mercado saltará para US$ 50 mil no dia 24 deste mês. É o que defende o analista Willy Woo.

Após um longo mês de lateralização, Woo defende que o preço do BTC retomará sua alta. Para ele, a alta já começou ontem (16) e impulsionará o BTC durante toda a semana.

O motivo para o otimismo do analista é a liberação das cotas de fundos da Grayscale. Em outras palavras, a Grayscale poderá vender Bitcoins.

Além disso, ele também menciona o ajuste de dificuldade de mineração, ocorrido neste domingo (18). Contudo, há um problema que pode invalidar a teoria.

Alta do Bitcoin vem aí?

Para Woo, esses dois fatores romperão a lateralização do Bitcoin de forma positiva.

“Espero que o preço saia de sua tendência de baixa lateral na próxima semana, seguido por uma recuperação para a área entre US$ 50.000 e US$ 60.000 antes de uma consolidação adicional”, disse Willy Woo.

O analista explica que o Bitcoin está passando por um “choque de oferta”. Trata-se de um período de escassez de unidades em circulação no mercado.

A queda na liquidez, por sua vez, costuma impactar positivamente o preço de um ativo. Como exemplo, ele menciona que o BTC teve o mesmo choque de oferta em 2017, quando atingiu US$ 20 mil.

Nesse cenário, Woo ressalta que a alta se completa entre a união do choque de oferta e do comportamento de acumulação no longo prazo.

O grande problema é uma condição mencionada pelo analista: “se investidores começarem a despejar seus Bitcoins nas próximas semanas, o rompimento de alta pode ser comprometido”.

E parece que justamente isso pode acontecer, conforme mostram dados.

Bitcoins direcionados para exchanges

Embora a Glassnode tenha publicado um estudo informando que investidores estão sacando 2.000 BTC diariamente de exchanges, esse movimento foi revertido recentemente.

Baleias depositaram 36.031 BTC na Coinbase Pro, conforme relatado pelo analista Mr. Whale. Além disso, segundo a CryptoQuant, investidores depositaram 14.550,78 BTC na Binance.

Ainda que sejam apenas duas exchanges, trata-se de um volume considerável. Quando investidores depositam Bitcoins em exchanges, o movimento é associado com intenção de venda.

Desta forma, uma pressão de venda é provável, invalidando o cenário previsto por Willy Woo.

Leia também: Token do “coelhinho” salta 1.000% em 4 dias após ICO

Leia também: Fim de semana agitado: veja 5 criptomoedas que podem subir

Leia também: Baleias estão sacando 2.000 BTC diariamente de exchanges, aponta relatório





Fonte original