O ‘boom’ na valorização do Bitcoin e no mercado das criptomoedas como um todo também tem se refletido em diversas industrias do setor como no caso dos caixas eletrônicos de Bitcoin e criptoativos que atingiram um novo recorde.

Segundo um levantamento do Coinatmradar, agora existem mais de 19.300 caixas eletrônicos e caixas que oferecem serviços de câmbio cripto-fiat em 73 países, quase o dobro do número registrado em setembro de 2020.

Os caixas eletrônicos são instalados e operados por cerca de 600 empresas e fabricados por pelo menos 40 produtores. BTC , BCH , ETH e LTC estão entre as criptomoedas mais amplamente suportadas. 

Os dados do mercado de ATMs de bitcoin da Coinatmradar revelam também que a velocidade das instalações manteve um aumento estável, entre 8% e 10%, durante o período do mês anterior.

No Brasil este movimento também tem sido intenso e mais recentemente, Curitiba e Campo Grande ganharam novos ATMs de Bitcoin.

Caixas eletrônicos no Brasil

No caso de Curitiba o novo caixa eletrônico foi instalado no Shopping Curitiba o primeiro caixa eletrônico de bitcoins e outras criptomoedas do Paraná.

O equipamento foi instalado pela Coin Cloud Brasil e permite a compra e venda de moedas digitais usando reais. O valor mínimo para transação é de R$ 10 para compras e de R$ 50 para vendas.

As operações podem ser feitas apenas com dinheiro em espécie e a máquina aceita todos os tipos de notas. É possível escolher entre 29 ativos digitais, entre criptomoedas, como bitcoin, ethereum, stable coins, litecoin e XRP. O equipamento está instalado no piso L3 do Shopping Curitiba, junto aos demais caixas eletrônicos 24h.

Também operado pela Coin Cloud Brasil, o Shopping Campo Grande, na capital do Mato Grosso do Sul, ganhou seu ATM de Bitcoin.

O Brasil é o primeiro e único país, além dos Estados Unidos, a ter caixas eletrônicos da Coin Cloud.

Atualmente o país já conta com 7 caixas eletrôncios de Bitcoin, um recorde par ao país, sendo que quatro em São Paulo, um no Rio de Janeiro, um no Paraná e um em Mato Grosso do Sul 

Segundo o fundador e CEO da empresa, Chris McAlary, o bitcoin tem se popularizado cada vez mais no Brasil e a ideia é expandir a oferta de criptomoedas e trazer algumas inéditas para os brasileiros.

“Esperamos ter no mínimo 50 novos caixas pelo país ainda este ano”, explica.

LEIA MAIS

BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!



Fonte original