Crédito: Reprodução/Pexels

Era esperado que a Europa regulamentasse o Bitcoin até o ano de 2024. Contudo, a tão esperada regulamentação poderá vir mais severa do que o imaginado. (Crédito: Reprodução/Pexels)

A Comissão Europeia em Bruxelas, liberou um comunicado ao público nesta terça (20), afirmando que as regras para o mercado de criptomoedas irão mudar. Uma das novidades atinge as carteiras de Bitcoin que são consideradas anônimas, que passariam a ser proibidas.

O comunicado se chama “Vencendo o Crime Financeiro”, e apresenta novas regras para o bloco europeu para o combate o financiamento do terrorismo e lavagem de dinheiro.

Chamado de pacote de mudanças, as regras pedem a criação de mais um órgão público na região, desta vez um específico para lidar com a prática de branqueamento de capitais. Além disso, foi pedido um reforço nos quadros dos órgãos que lidam com essas questões.

+ Bitcoin cai abaixo de US$30 mil pela 1ª vez em um mês

Para fundamentar a criação e implementação das regras, a Comissão Europeia justifica que tais medidas protegem os cidadães da Europa, além de proteger o sistema financeiro local.

Era esperado que a Europa regulamentasse o Bitcoin até o ano de 2024. Contudo, a tão esperada regulamentação poderá vir mais severa do que o primeiramente imaginado.

Isso porque, em uma das novas regras apresentadas nesta terça, os membros da Comissão Europeia pediram que seja feita a aplicação total das regras de lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo no mercado de criptomoedas europeu.

Além de incluir todas as empresas do setor nessas regras, a proposta ainda cita que as carteiras de Bitcoin anônimas devem ser proibidas, uma censura inesperada até então.

Vale notar que as propostas ainda são apenas ideias, que agora passam a ser discutidas no Parlamento Europeu. Mesmo assim, a Comissão Europeia espera que o processo legislativo seja rápido, indicando que já pode haver tratativas para essa aprovação.

Na teoria, a Europa inicia assim uma perseguição clara ao Bitcoin e a uma de suas características de tecnologia. Mas, na prática, o trabalho deverá ser maior para que a Europa consiga realmente proibir carteiras, que são “apenas” códigos de computadores.

Veja também

+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago





Fonte original