A criptomoedas Terra (LUNA) e Avalanche (AVAX), pouco conhecidas no mercado e fora do mainstream, disparam nos últimos 30 dias.

A AVAX pulou de US$ 10,80 no dia 24 de julho para US$ 52,77 na manhã desta terça-feira (24), uma alta de 385%, segundo dados do CoinMarketCap. No dia, o ativo subiu 5,87%.

Já a LUNA saiu de US$ 7,86 naquele dia para US$ 32,90 no momento em que este texto é escrito, um salto de 318% no período. Na madrugada, a moeda encostou nos US$ 34, sua máxima histórica.

Nas últimas 24 horas, a LUNA valorizou 15%.

AVA

A AVAX é o token que alimenta a Avalanche, uma plataforma de blockchain que oferece um ambiente escalável para a criação de aplicativos descentralizados.

O projeto foi criado em 2018 por Emin Gün Sirer, professor de ciência da computação da Universidade Cornell, nos Estados Unidos.

A valorização da moeda no último mês se deve a alguns fatores. O principal é o lançamento de um programa de incentivo de liquidity mining de US$ 180 milhões, anunciado na semana passada pela Avalanche Foundation.

Liquidity mining, também conhecido como yeld farming, é uma estratégia dos protocolos DeFi que dá recompensas para usuários que mantêm seus tokens na plataforma, dando assim liquidez para o mercado.

No mês passado, o projeto ainda lançou uma tecnologia que permite a transferência de criptomoedas entre sua blockchain e a rede Ethereum, fato que também deu um empurrão no preço. A capitalização de mercado da moeda está na casa dos US$ 8,6 bilhões hoje.

LUNA

A LUNA é o token da Terra, uma blockchain criada pelos sul-coreanos Daniel Shin e Do Kwon em 2018. O objetivo da rede – que é uma alternativa de primeira camada para a rede Ethereum – é dar suporte para stablecoins descentralizadas.

A alta da criptomoeda pode ser atribuída à nova atualização Columbus-5, que deve ocorrer nas próximas semanas. A novidade, segundo a empresa, vai mudar algumas regras da plataforma relacionadas a taxas e à queima de tokens, além de dar espaço para o desenvolvimento de novos aplicativos.

Nesta terça, a Luna alcançou capitalização de mercado de US$ 12 bilhões.





Fonte original