Em um dos debates mais aguardados de 2021, “The B Word”, o CEO da Tesla (TSLA34) e da SpaceX, Elon Musk, brincou ao dizer que pode até inflar preços, mas não larga a mão dos Bitcoins que possui. A fala é uma brincadeira para aqueles que criticam o executivo de estar aplicando o “Pump and Dump”.

“Se o preço do Bitcoin cair, eu perco dinheiro. Posso inflar, mas não largo”, disse Musk. Além disso, o CEO revelou que tanto a SpaceX quanto a Tesla têm Bitcoin em seus respectivos caixas.

Ele admitiu ter em sua carteira pessoal Bitcoin, Ether e Dogecoin, sendo o BTC sua maior posição.

O “The B Word” foi um evento online que ocorreu nesta quarta-feira (21). O painel “Bitcoin como uma ferramenta para empoderamento econômico” contou com a presença de Musk, do CEO do Twitter e da Square, Jack Dorsey e de Cathie Wood, fundadora e CEO da Ark Investments. O objetivo do encontro era debater o que torna o Bitcoin especial, sua relação com a energia e o futuro da criptomoeda.

Um dos tópicos mais aguardados, aquele sobre o consumo de energia do Bitcoin, deixou a desejar. Isso porque, ao invés de ser um debate, acabou se tornando mais um apanhado de constatações feitas pelos participantes.

A respeito do tópico, Musk, que cancelou  a utilização do Bitcoin como meio de pagamentos para os carros da Tesla, informou que a missão da companhia é acelerar o advento da energia sustentável, por isso não podia fazer vista grossa sobre o tema.

“Não podemos ser a companhia que faz isso [apoia a energia sustentável] e não fazer uma diligência apropriada sobre o uso energético do Bitcoin”, disse Musk. O CEO ainda afirmou que não irá se desfazer da criptomoeda e admitiu que suas atitudes o prejudicam financeiramente, mas avisou que sua preocupação não é financeira, caso contrário, tomaria outras posições.

Perguntado sobre quando a Tesla voltaria aceitar o Bitcoin como meio de pagamento para compra de veículos, o CEO respondeu que o uso de energia da rede está melhorando e que a companhia provavelmente voltará a aceitar BTC para pagamentos em algum momento.

Nesta quarta-feira (21) às 17h36, o Bitcoin está em alta de 5,55% no acumulado das últimas 24 horas, cotado a US$ 31.593,17.

 



Fonte original