O preço do Bitcoin aumentou significativamente desde sua criação, há mais de uma década. Apesar de seu recente aumento de 0 para US$ 65.000, caindo para $30.000; poucas pessoas conseguem entender de onde vem seu valor.

Bitcoin é uma tecnologia? Uma moeda? Uma empresa? Um ativo? Um esquema de pirâmide?

Bem, a resposta é que o Bitcoin é único. É o primeiro de sua classe. É realmente diferente de tudo que já vimos antes. É por isso que é difícil de entender.

Para colocar as coisas em perspectiva, vamos viajar para 1885, quando Karl Benz desenvolveu o primeiro automóvel de produção movido a gasolina, apelidado de “The Benz”.

As pessoas da época provavelmente não conseguiam prever a importância dos automóveis para a sociedade de hoje. E quanto a invenção do Benz refletiu mudanças na sociedade em que vivemos agora. Não podemos imaginar nossa vida sem carros. Na minha opinião, o Bitcoin é assim mesmo. Na minha opinião, chegará o dia em que olharemos para trás e veremos o quanto o Bitcoin e o blockchain mudaram nossas vidas e a sociedade.

Com este artigo, espero que você possa entender de onde vem o valor do Bitcoin. E a resposta é simples.

O valor está na própria rede

A Commodity Futures Trading Commission trata o Bitcoin como uma mercadoria. A IRS trata criptomoedas como propriedade e os tributa como tal. O Bitcoin possui atributos especiais e é isso que atrai usuários e investidores.

Os atributos exclusivos são o que estão atraindo compradores agora, mas nem todos buscam resultados de curto prazo como muitos críticos acreditam. A maioria deles apenas têm uma visão mais clara de como será o futuro para eles.

Alguns são investidores de longo prazo. Na verdade, o Bitcoin caiu em 2017 e 2020, mas nunca chegou nem perto de 0 ou mesmo abaixo de US$ 3.000, o que mostra que existem vários titulares (“Hodlers”). E este ano, nós atingimos oficialmente um novo preço recorde, trazendo retornos para todos que mantiveram Bitcoin constantemente no mercado de urso.

Compreender seu valor é fundamental, mas não é realmente uma necessidade. Existem vários outros investimentos e novas tecnologias em ascensão atualmente e as características do Bitcoin não interessam a todos. No entanto, é único.

Então, vamos aos números. Hoje, 18 de Julho de 2021, a capitalização de mercado do Bitcoin atingiu US $ 591 bilhões. No momento no qual o fear and greed index indica extreme fear.

Em US $ 332 bilhões, a capitalização de mercado do Bitcoin já havia ultrapassado a capitalização de mercado do provedor de pagamento global Mastercard, após alguns meses, a capitalização de mercado do Bitcoin chegou ao seu recorde.

Isso mostra que ao longo prazo mais dinheiro fiduciário está sendo convertido em criptomoedas Bitcoin.

Mas a maioria dos investidores está colocando seu patrimônio em Bitcoin para usá-lo exclusivamente para comprar uma xícara de café, como usam seu Mastercard ou Visa regular? A resposta é sim e não.

Os investidores estão fazendo a transição para o bitcoin. Eles estão negociando com lojas que o aceitam Bitcoin e outras criptomoedas por aplicativos e cartões de crédito que possibilitam essas transações e até mesmo o recebimento de bônus e incentivos em criptomoedas. Além de usa alguns estão simplesmente investindo somente também.

Grandes investidores, como Michael Saylor e Mark Cuban, que declararam abertamente que estão investidos em Bitcoin e outras criptomoedas parecem estar investidos  para proteger seus fundos contra a inflação. Se investiram nisso é porque veem potencial, assim como Warren Buffet vê potencial na tradicional empresa da Coca-Cola e continua investido

Agora vou elaborar mais e comparar a capitalização de mercado do Bitcoin com poucas empresas com as quais todos estão familiarizados e destacarei alguns fatos. Meu principal objetivo é mostrar o quão dinâmico é o Bitcoin e o quanto isso agrega à sua proposta de valor.

Quando a Internet surgiu pela primeira vez, muitas empresas como Google (avaliada em 1,17 trilhão), Apple ( 2,2 trilhões), Amazon (1,69 trilhão), Microsoft (1,86 trilhão), O Facebook (761 bilhões), entre outros gigantes, viram um enorme potencial com esta tecnologia que está por vir. Eles capitalizaram esse avanço tecnológico, criaram produtos, analisaram dados, expandiram a conectividade e as formas de comércio uns com os outros.

Essas se tornaram empresas incrivelmente lucrativas e globais. Mas nenhuma delas é descentralizada. Todas elas são centralizados, com um CEO para relatar e os acionistas esperando lucros e assim por diante. Nem sempre zelando pelo melhor interesse das pessoas.

Cada empreendimento, cada empresa que já estivemos expostos no mundo, antes da existência do Bitcoin ser centralizada. (Apenas alguns exemplos, como wikipedia.com, mostraram alguns aspectos da descentralização). Nossos governos, nossas escolas, nossas igrejas, nossos negócios. Sempre há um cargo, um chefe, um prefeito ou algum tipo de posição de autoridade que está no comando.

É assim que fomos condicionados a funcionar em nossa sociedade por alguns séculos, mas porque a descentralização não era realmente uma opção existente.

Sem blockchain, não havia maneira de implementar tal ideologia de uma forma significativa e sistemática. Mas Satoshi Nakamoto, o criador do Bitcoin, trouxe à tona uma solução simples. Com a introdução de seu código revolucionário chamado Bitcoin, havia agora uma maneira completamente nova de executar as coisas, uma mudança simples que permite uma maneira totalmente nova de pensar.

Então, quando pensamos sobre essas grandes corporações que mencionei acima. Você pode imaginar o Bitcoin como um desses, MAS construído como uma rede completamente descentralizada de pessoas trabalhando com um sistema sem fronteiras e transparente. Onde não há patrão, nem sede, nem alguém a quem se reportar, nem obrigação de fazer parte. Um que só fica mais forte e confiável à medida que crescemos.

Com o Bitcoin, vejo uma onda semelhante de inovação que amplia o poder de conectividade já fornecido pela Internet. Mas com uma qualidade descentralizada que só o Bitcoin possui. Possuir uma pequena parcela dele é como possuir uma pequena fatia do futuro.

Haverá apenas 21 milhões em Bitcoins e para mim a falta é real. O que parece loucura hoje pode parecer bastante razoável no futuro. Lembro-me de assistir o De Volta para o Futuro nos anos 80 e de pensar como é futurista poder se comunicar usando uma câmera ou vídeo. E essa é uma tecnologia que se tornou muito popular hoje.

O que está impulsionando o preço de mercado do Bitcoin não é pura especulação, como alguns afirmam. Muitos estão nisso porque veem potencial. Mas o mais importante, eles veem valor em sua rede.

Se você quiser agarre sua pequena ou grande fatia da torta de 21 milhões e junte-se às vantagens de fazer parte de uma rede verdadeiramente descentralizada, recomendo aprender os prós e contras dela antes de mergulhar totalmente. Descentralização requer responsabilidade e um cuidado extra com a segurança de seus ativos digitais.

Conhecer o Bitcoin pode ser para alguns bastante intimidador, especialmente com esse alto preço. No entanto, apesar de algumas perdas que podem ocorrer ao longo do caminho, mergulhar nisso pode ser uma experiência reveladora para muitos, especialmente se você chegar a este reino sem quaisquer ideias preconcebidas ou equívocos.

Uma boa orientação, pesquisa e paciência irão percorrer um longo caminho. Comece devagar e nunca invista o que você não está disposto a perder. Esse é o melhor conselho que ouvi até agora.





Fonte original