Cuidado. É golpe: Empresa Brasil Cripto prometia faturamento que poderia chegar até 300% em sete meses

Alerta. Um novo golpe que já lesou muita gente. Criminosos têm usado o atrativo das criptomoedas, prometendo investimento fácil e boa rentabilidade.

Importante ressaltar que a criptomoeda não é crime. Ela existe e é sim um investimento financeiro. No entanto, é preciso ficar atento à forma como é feito e quem está ofertando.

O alerta de golpe é com relação à empresa Brasil Cripto. 

ceo da empresa acusada de golpe das criptomoedasRodrigo Noth Neves se apresenta como CEO da Brasil Cripto. – Foto: Reprodução vídeo/Divulgação ND

A empresa atuava como uma locação de ativos digitais, utilizando o chamado marketing multinível, uma tendência em que um revendedor ganha uma participação nos lucros obtidos por ele e por sua rede de revendedores.

A pessoa que aceitasse entrava com um valor e à medida que fosse cadastrando outras aumentava os valores. Rodrigo Noth Neves seria o CEO da empresa. Alex Augusto outro envolvido no produto digital e em também fazer lives na internet com a promessa de faturamento que poderia chegar até 300% em sete meses.

Veja vídeo abaixo:

 Vídeo: Reprodução vídeo/Divulgação ND

Mas o que parecia um investimento em criptomoedas virou dor de cabeça para muitas pessoas. Elas alegam terem sido vítimas de um golpe pela empresa. De uns três meses para cá, toda a promessa que receberam simplesmente sumiu da rede: o site, perfil, tudo saiu do ar e quem investiu está de mãos atadas.

A reportagem da NDTV Record Joinville conversou com duas vítimas que preferem não se identificar. Uma delas contou que repassou toda a reserva que tinha.

“Era um dinheiro que eu estava guardando. Investi para tentar ter uma rentabilidade. Quando descobri que era golpe, sem palavras…..”, desabafa.

Outra vítima revela que, antes de entrar no negócio, fez pesquisa, conferiu o CNPJ, nome dos empresários e tudo estava ok. Mas de umas semanas para cá, também não teve mais resposta.

“Comecei a notar que se tratava de um golpe no dia 26 de julho quando a plataforma começou a entrar e sair do ar. Inventaram que a plataforma estava passando por manutenção; o Rodrigo inventou que estava com suposto Covid…. mas ele estava ganhando tempo. Pediu um prazo para plataforma voltar, mas nos demos conta que sumiu o Rodrigo; depois sumiram outros dois responsáveis. Eles rasparam o dinheiro todo.”, fala outra vítima.

A empresa vendia nacionalmente o negócio. Pelo menos 15 mil clientes teriam aderido à Brasil Cripto. A reportagem tentou contato por telefone e também acessar o site, sem sucesso. Nos grupos de conversa na internet já são inúmeros registros de boletins de ocorrências.

Onde foram parar os responsáveis, e mais: quem está com o dinheiro investido por várias pessoas, mistério difícil de desvendar.

“Pessoas que colocaram auxílio emergencial, colocaram o tudo o que tinham. Não tinha como desconfiar; as lives eram perfeitas”, continua uma das vítimas.

A descrição da empresa Brasil Cripto é para uma locação de ativos digitais, não instituição financeira.

Criptomoedas não são ilegais; é preciso, no entanto, cuidado na hora de investir. – Foto: Reprodução vídeo/Divulgação NDCriptomoedas não são ilegais; é preciso, no entanto, cuidado na hora de investir. – Foto: Reprodução vídeo/Divulgação ND

Professor faz alerta e ensina

Paulo Bousfield, professor de segurança e auditoria no sistema da informação, alerta: Criptomoedas e o marketing multinível não fazem parte de um negócio ilegal, mas é preciso ter cuidado com a forma que ele é feito.

“Bitcoin e ethereum, criptomoedas, têm uma boa rentabilidade. Elas não tem nada a ver com crime. O que vem se observando é que em alguns crimes de pirâmides estão usando as criptomoedas como atrativo. Na realidade, é um crime de pirâmide”, ressalta o professor.

Para quem está pensando em investir de forma segura em criptomoedas, o professor Paulo Bousfield dá algumas dicas:

  • Procure um corretor que faça esse trabalho, que seja de confiança, que possa ser encontrado em seu estabelecimento.
  • Na internet, há vários vídeos que podem levar para esse golpe de pirâmide. Cuide-se.
  • Desconfie, pesquise.
  • Se for lesado, registre um boletim de ocorrência.

*Com informações de Sabrina Aguiar, apresentadora da NDTV Record Joinville. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.



Fonte original