Todo investidor tem como objetivo comprar na baixa e vender na alta, mas poucos têm coragem para se voltar contra a multidão e ir às compras quando a tendência de baixa está apenas começando a mudar de direção.

Quando os preços estão caindo, o sentimento é negativo e o medo chega a níveis extremos. Mas é nessas horas que o padrão ombro-cabeça-ombro invertido pode aparecer.

O padrão é semelhante ao padrão ombro-cabeça-ombro regular, porém apresenta uma formação invertida. Em resumo, o padrão sinaliza o fim da tendência de baixa e o início de uma nova tendência de alta.

Noções básicas do ombro-cabeça-ombro

O padrão é uma configuração de reversão que se forma após uma tendência de baixa. Apresenta uma cabeça, um ombro esquerdo e um ombro direito de cabeça para baixo, todos abaixo da resistência formada no topo da configuração. Um rompimento e um fechamento acima desse topo completam a configuração, indicando que a tendência de baixa foi revertida.

Padrão ombro-cabeça-ombro. Fonte: TradingView

Conforme o gráfico acima, o ativo encontra-se em tendência de baixa. Após um declínio significativo, os compradores convictos acreditarão que o preço atingiu níveis atraentes e começarão a comprar no fundo. Quando a demanda excede a oferta, o ativo forma a primeira depressão a partir do ombro esquerdo e o preço inicia um rali de alívio.

Durante a tendência de baixa, os traders vendem em ralis. Os ursos vendem agressivamente após a subida inicial e o preço cai abaixo da primeira mínima, consolidando uma mínima mais baixa. No entanto, os ursos são incapazes de se aproveitar dessa fraqueza e segurar a tendência de baixa. Então, os touros compram nessa queda e dão início a um rali de alívio, formando a cabeça do padrão. À medida que o preço se aproxima do pico anterior onde a alta havia se estagnado, os ursos novamente entram em ação.

Isso retoma o declínio, culminando na formação do terceiro vale, que é interrompido quase alinhado com o primeiro vale, pois os compradores antecipam uma recuperação e vão às compras agressivamente. Isso forma o ombro direito da configuração. O preço sobe e, desta vez, os touros conseguem empurrar o preço acima do topo, completando o padrão.

A partir daí, o topo torna-se o novo piso, à medida que os traders passam a comprar no fundo deste novo suporte. Isso sinaliza o início de uma nova tendência de alta.

Identificando uma nova tendência de alta com o padrão

Gráfico Diário BTC/USD. Fonte: TradingView

O Bitcoin (BTC) estava em tendência de baixa desde a formação de um topo local em US$ 13.970 em 26 de junho de 2019. Os compradores intervieram e interromperam o declínio na zona de suporte entre US$ 7.000 e US$ 6.500, formando o ombro esquerdo do padrão. Isso deu início a um rali de alívio que empurrou o preço para US$ 10.450. Nesse nível, os touros com visão de curto prazo realizaram lucros e os ursos garantiram posições vendidas, acreditando na retomada da tendência de baixa.

Vendas agressivas quebraram o suporte de US$ 6.500 e o par Bitcoin/Tether (USDT) despencou para US$ 3.782,13 em 13 de março de 2020. Os touros viram ali uma oportunidade de compra e isso iniciou um forte rali de alívio, que chegou perto de US$ 10.450. Este segundo vale formou a cabeça da configuração.

O ombro direito ficou mais raso porque a pressão vendedora se reduziu e os touros não esperaram por uma correção mais profunda para comprar. Finalmente, os touros empurraram o preço acima da resistência em 27 de julho, completando o padrão obro-cabeça-ombro.

Os ursos tentaram armar uma armadilha para os touros, puxando o preço de volta para a antiga resistência. Embora o preço tenha rompido essa linha, os traders não permitiram que o par se mantivesse abaixo de US$ 10.000. Isso provocou uma mudança de sentimento. O ímpeto de alta aumentou e os compradores empurraram o preço para além de US$ 12.500.

Como calcular o alvo padrão de uma configuração ombro-cabeça-ombro invertido

Gráfico diário BTC/USDT. Fonte: TradingView

Para visualizar o alvo mínimo do padrão ombro-cabeça-ombro, calcule a profundidade do topo em relação ao ponto mais baixo, que formam a cabeça. No exemplo acima, o topo está em torno de US$ 10.450. Subtraindo-o pelo ponto mais baixo, em $ 3.782,13 chega-se a US$ 6.667,87.

Esse valor é então adicionado ao nível do rompimento, que no exemplo acima está próximo de US$ 10.550. Isso gera um alvo em US$ 17.217,87. Quando uma tendência é revertida, ela tanto pode ficar aquém do alvo ou ultrapassá-lo. Portanto, os traders devem usar o alvo como um guia, sem se desfazerem de suas posições apenas porque o nível foi atingido.

A paciência compensa ou por que às vezes o padrão falha

Nenhum padrão é sempre bem-sucedido, portanto os traders devem aguardar a conclusão da configuração antes de irem ao mercado. Às vezes, a estrutura do padrão se forma mas o rompimento não acontece. Assim, os negociantes que anteciparam a conclusão do padrão são abatidos.

Gráfico diário LINK/ SDT. Fonte: TradingView

Por exemplo, o LINK (Chainlink) atingiu o valor máximo de US$ 4,58 em 29 de junho de 2019 e iniciou uma correção. Os compradores tentaram estancar o declínio na zona entre US$ 2,20 e US $ 2,00. Isso formou um padrão com uma cabeça e dois ombros, como pode ser visto no gráfico acima.

Embora o preço tenha batido no topo em 19 de agosto de 2019, os compradores não conseguiram empurrar o preço acima dele. O padrão não foi concluído e o sinal de compra não foi acionado.

O par LINK / USDT caiu do topo e mergulhou abaixo da cabeça da configuração, que estava em U$ 1,96, invalidando o padrão. Tratou-se de uma armadilha para os traders que compraram antes da confirmação da reversão da tendência.

Principais conclusões

O padrão ombro-cabeça-ombro pode ser uma ferramenta útil para os traders embarcarem em uma nova tendência de alta do mercado no momento em que ela está começando. Existem alguns pontos importantes a serem lembrados ao usá-la.

Os traders devem esperar que o padrão se complete, o que só acontece depois que o preço rompe e fecha acima da resistência, antes de investiem em qualquer posição comprada. Um rompimento do topo acompanhada por um volume de negociação alto tem mais probabilidade de resultar em uma nova tendência de alta em comparação com um rompimento que ocorre com volumes baixos.

Quando uma tendência se inverte, geralmente ela se mantém por um longo tempo. Portanto, os traders não devem ter pressa para se desfazer de suas posições apenas porque o alvo não foi atingido. Em outras ocasiões, o padrão chega a se completar, mas é rapidamente revertido e o preço despenca. Os traders devem observar de perto outros indicadores e o movimento do preço antes de formarem suas posições.

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente do autor e não refletem necessariamente as visões de Cointelegraph.com. Cada movimento de investimento e negociação envolve risco, você deve conduzir sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

LEIA MAIS



Fonte original