MicroStrategy, a empresa de inteligência de negócios e software, completou seu primeiro ano com bitcoin.

Liderada por Michael Saylor, a MicroStrategy, foi a primeira empresa listada na Nasdaq a integrar o BTC como reserva primária.

Sua primeira compra divulgada publicamente foi de 21.454 BTC por um total de cerca de US$ 250 milhões, o que ocorreu quando o bitcoin valia menos de US$ 10.000.

O analista Willy Woo comentou o seguinte:

“Hoje, há um ano, a Microstrategy anunciou sua primeira compra de BTC. Desde então, comprou um total de 14 vezes, uma média de uma vez a cada 3,7 semanas. 0,56% do estoque total de #Bitcoin está dentro de sua tesouraria ”.

É uma estratégia de acumulação por parte da empresa de inteligência de negócios, que já viu metade de seus ativos em bitcoin no mês seguinte à sua declaração.

Na verdade, foi o próprio Saylor quem afirmou na época que sua intenção era manter o bitcoin a longo prazo como reserva de valor, contando com um possível aumento de valor ao longo do tempo, ao contrário do dólar americano cujo valor real ao longo dos anos poderia diminuir.

E assim aconteceu! O ATH – All Time High de mais de US$ 60.000 atingido pelo preço do BTC em abril de 2021 e o colapso subsequente também devido à proibição imposta da China ao setor foram todos eventos que aconteceram durante um ano que começou com a ideia de acumulação, e chegou o dia de hoje.

MicroStrategy, Bitcoin e Michael Saylor

Em um tweet fixado na conta de Saylor, cofundador da MicroStrategy, está um de seus pensamentos sobre o Bitcoin, expresso em setembro de 2020.

“Bitcoin é um enxame de vespas cibernéticas servindo à deusa da sabedoria, alimentando-se do fogo da verdade, crescendo exponencialmente cada vez mais inteligente, rápido e forte por trás de uma parede de energia criptografada”.

Ao longo dessas linhas, também pode-se dizer que as ações da MicroStrategy seguiram em certa medida a tendência de preço do BTC até o momento.

No final de julho de 2021, as ações do MSTR fecharam em US$ 682, assim como o BTC rompeu a resistência de US$ 40.000. Um nível que a MicroStrategy não via desde 28 de abril de 2021, alguns dias após o ATH do BTC.

Também nessa data, Saylor anunciou que pretendia adicionar mais bitcoin aos 105.000 BTC que já estavam em sua posse. Tudo isso sugere que a intenção futura da MicroStrategy é continuar acumulando a rainha das criptomoedas.

Fonte: MicroStrategy


Foto de Bruno Lugarini



Foto de Bruno Lugarini


O autor:

Estudante de Sistema da Informação, técnico de informática, apaixonado por tecnologia, entusiasta das criptomoedas e Nerd.






Fonte original