Um grupo de mineradores de Bitcoin se uniu e elaborou uma proposta que visa acabar com o mempool do BTC. Com isso, as transações seriam enviadas diretamente para os mineradores.

Resumidamente, mempool é para onde todas as transações de Bitcoin são enviadas antes de serem incluídas no bloco que será enviado à blockchain (rede) para então ser processado/confirmado pelos mineradores.

Em outras palavras, mempool é uma memória temporária intermediária na qual as transações do usuário são momentaneamente armazenadas.

De acordo com a engenheira de software Lisa Neigut, trata-se de um mecanismo obsoleto que deve ser eliminado. Ela diz que isso deve ocorrer mesmo que haja um impacto negativo na mineração individual.

O grupo de mineradores enviou um e-mail com a proposta para o grupo que coordena o desenvolvimento do Bitcoin Core.

Eles destacaram que, em vez de usar o mempool, as transações deveriam ser enviadas diretamente para os mineradores por meio de um nó no Tor ou usando soluções de layer 2 como a Lightining Network.

Mineração de Bitcoin

Neigut que faz parte do grupo, argumentou que um canal direto de comunicação entre mineradores e usuários também abriria o caminho para o feedback direto com taxas “aceitáveis”. Além disso, reduzia os prazos de confirmação das taxas da rede.

Conforme destacou Neigut, se o mempool for eliminado, a estimativa de taxa inicial deve ser baseada em blocos publicados ou interações diretas com mineradores, e não em transações pendentes, como normalmente é o caso, “uma vez que essa informação não estaria mais disponível.”

No entanto, a proposta não foi bem vista pelo Bitcoin Core.

Pieter Wuille, um dos desenvolvedores, esclareceu que retirar o mempool substituiria a “transparência socializada” por alguns que podem ver os detalhes reais. Assim, seria algo muito parecido com o sistema bancário.

“Obviamente, não é a mesma escala. Mas haveria alguma semelhança com os bancos do sistema financeiro existente. Nossos objetivos de privacidade não devem depender de alguns tutores de confiança”, disse ele.

Para Wuille, a proposta tornaria a tarefa de se tornar um minerador “muito mais difícil”, mesmo usando a rede Tor. Ao mesmo tempo, ofereceria um “tremendo incentivo à centralização”.

“Por ser uma característica intrínseca da rede Bitcoin, teremos que aguardar a posição de outros especialistas na área sobre a eliminação do mempool e o que isso pode acarretar”, finalizou.

Leia também: Primeiro upgrade da rede PoS é implementado com sucesso no Ethereum

Leia também: Justiça manda bloquear Porsche e contas do trader Wesley Pessano, assassinado em agosto

Leia também: Memecoin desconhecida salta 860% em 7 dias e supera Dogecoin e Shiba Inu



Fonte original