Responda rápido: você sabe o que uma pessoa quer dizer quando fala em “Negócio da China”? Essa é uma daquelas expressões que parecem ter caído em desuso nos últimos anos.

Tanto que, numa pesquisa informal que fiz com meus colegas do Seu Dinheiro, a maioria não soube responder qual o significado — ou respondeu errado.

Para quem não se lembra ou é jovem demais, a frase é (ou era) usada para destacar um negócio muito lucrativo. O forte crescimento da economia chinesa, que se tornou a segunda maior potência global, deveria apenas reforçar essa máxima. 

Mas quem se basear apenas nas notícias recentes pode pensar o contrário. Quem fez negócios relacionados ao país asiático amargou prejuízos em várias frentes graças à intervenção estatal.

O caso mais emblemático é o da recente abertura de capital da DiDi — a “Uber” chinesa. O IPO multibilionário realizado no começo do mês em Nova York acabou virando um mico depois que a empresa sofreu restrições severas do governo.

No início da semana, as ações de tecnologia chinesas voltaram a sofrer com novas ameaças de regulação pelas autoridades, que também fecharam o cerco aos investimentos em educação no país.

Mas, afinal, qual é o “negócio da China”? Ainda vale a pena expor uma parcela do seu portfólio a uma das maiores e mais complexas economias do mundoConfira as respostas com o nosso colunista Matheus Spiess.

O que você precisa saber hoje

MERCADOS

A temporada de balanços no Brasil começa a ganhar tração e deve movimentar os negócios a partir desta terça-feira. Os investidores também seguem de olho na China, assim como na variante delta da covid-19, o que aumenta a cautela dos mercados. Saiba o que mais deve mexer com as bolsas.

O mercado de criptomoedas é bastante dinâmico, e os últimos dias têm sido uma amostra disso. Veja 6 fatos que ajudaram a cotação do bitcoin a iniciar uma recuperação impressionante, depois de ficar abaixo dos US$ 30 mil na semana passada.

EMPRESAS

Entre recordes e perdas relacionadas ao bitcoin, a Tesla superou as expectativas do mercado, com um aumento de 998% no lucro do segundo trimestre. Confira os números da montadora de carros elétricos do bilionário Elon Musk, que tem BDRs negociados na B3.

Lucros no espaço? Pelo menos essa é a estimativa do Credit Suisse para os resultados da Amazon. A empresa de Jeff Bezos, que se prepara para deixar o comando da gigante de comércio eletrônico, divulga os números do trimestre na quinta-feira. Saiba o que esperar.

Em mais uma aquisição e na batalha para chegar primeiro na casa dos clientes, o Magazine Luiza anunciou a compra da Sode, uma plataforma de entregas “ultra-rápidas”. O negócio é o primeiro após a oferta de ações de R$ 4 bilhões realizada pela varejista.

Continuando a onda de IPOs das últimas semanas, três empresas definiram o preço por ação em suas ofertas. Somadas, Armac, Traders Club e Unifique movimentaram quase R$ 2,5 bilhões em suas operações. Os detalhes de cada operação estão no nosso portal.

ECONOMIA

De quem é a culpa pela alta do preço do gás? Para o presidente Jair Bolsonaro, os impostos cobrados nos Estados são responsáveis pelos altos valores que chegam ao consumidor. E qual deveria ser o preço máximo do botijão? Veja a resposta do presidente nesta matéria.

Este artigo foi publicado primeiramente no “Seu Dinheiro na sua manhã”. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.



Fonte original