A Parfin, fintech que oferece soluções seguras de custódia, negociação e gestão de criptoativos, realizou uma nova rodada de investimento e levantou R$ 34 milhões. O montante, segundo a empresa, será utilizado na expansão do time, principalmente em contratações para a área de tecnologia.

Liderado pelo fundo global de venture capital Valor Capital Group, e com participação do fundo brasileiro Alexia Ventures, o aporte é uma extensão do round realizado em março deste ano, quando a empresa recebeu R$ 8 milhões para alavancar sua operação.

Em novembro, a Parfin anunciou uma parceria com a dinamarquesa Sepior, passando a ser a única empresa brasileira capaz de oferecer custódia de ativos digitais com tecnologia MPC, considerada a mais moderna, segura e flexível do mercado.

Com esta tecnologia, a Parfin pode atuar como custodiante de ativos digitais, bem como instalar a solução tecnológica completa no cliente para que este ofereça serviços de custódia aos clientes finais – tendência que cresce no mercado internacional, especialmente junto a instituições financeiras.

Além da custódia, o Parfin Terminal, solução focada em gestores de fundos e mesas de negociação, oferece um sistema de consolidação e gerenciamento de portfolio digital, e câmbio automático através de parceiros bancários.

“Estamos contentes com a confiança depositada pelo Valor Capital e pela Alexia Ventures no nosso negócio, ao darem continuidade ao aporte realizado no início deste ano.

Os valores captados são essenciais para a expansão da empresa, bem como para desenvolvimento de novos produtos e soluções para o mercado de ativos digitais, o que inclui soluções para expansão dos serviços ligados a finanças decentralizadas (DeFi), o suporte a novos protocolos blockchain com staking, e nos próximos meses soluções para facilitar a troca instantânea entre ativos digitais, em especial moedas digitais de bancos centrais (CBDCs) e também stablecoins”, comenta Marcos Viriato, CEO da Parfin.

Foxbit

Recentemente a Foxbit, uma das principais exchanges de Bitcoin (BTC) e criptomoedas do Brasil anunciou uma parceria com a Parfin para aprimorar suas operações de OTC de Bitcoin.

Segundo informou a empresa a parceria terá com objetivo usar a solução “Crypto Plug and Play”, criada pela fintech Parfin para facilitar a conecção, por meio de APIS, entre bancos digitais, plataformas de investimentos e o mercado de balcão (OTC).

O produto detém a certificação da auditoria SOC2 (System and Organization Controls) pela Ernst & Young, e adota em sua operação as normas da regulação de Custodiante de criptoativos em conformidade com as regulações internacionais. 

Em operação desde janeiro, a fintech já possui diversos clientes no produto Portfolio Management com mais de R$ 300 milhões em ativos sob gestão e deve superar a marca de R$1 bilhão até o fim do ano.

LEIA MAIS

Direcione seus links para OKEx em artigos, blogs e vídeos, ou coloque anúncio em seu site. O melhor programa de afiliados está na OKEx com comissões de 60%, as mais altas do mercado.

Obtenha seu link agora na OKEx!



Fonte original