A Bullish Global, empresa focada em serviços financeiros para o setor de criptomoedas e recém-criada pela Block.One, vai receber um aporte de US$ 75 milhões SB Northstar, braço de investimento do SoftBank com sede em Tóquio, no Japão. A Bullish, cuja sede fica em Gibraltar, planeja lançar uma exchange de criptomoeda regulamentada.

Segundo documento registrado na Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), em contrapartida, o SoftBank vai receber 7,5 milhões de ações da Bullish, portanto a US$ 10 cada, visto que a empresa está prestes a ser listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE).

Desde que foi criada pelo Softbank neste ano, a Bullish já recebeu aporte de US$ 300 milhões de visionários do mercado global, como o investidor bilionário, Peter Thiel, e empresas de investimento como a Galaxy Digital.

O caminho para a bolsa de valores, segundo o Coindesk, deve se encerrar no final deste ano, quando a fusão avaliada em US$ 9 bilhões com a empresa novaiorquina, Far Peak Acquisition, deve ser efetivada.

Thomas Farley, ex-presidente da Bolsa de Valores de Nova York, se tornará o CEO da Bullish. O CEO da Block.one, Brendan Blumer, atuará como presidente do conselho, disse o site. A Far Peak é uma equipe ‘SPAC’ focada em trazer o público às principais empresas financeiras e fintechs, conforme informações oficiais em anúncio feito na semana passada.

As fusões SPAC são uma forma comum de as empresas de criptomoedas  abrirem o capital, como ocorreu com a eToro, por exemplo, ressaltou o Coindesk ao comentar o anúncio.

Por sua vez, a nova investidora da Bullish, SB Northstar, já foi chamada de “Baleia da Nasdaq” depois que fez vários aportes milionários em ações de empresas de tecnologia de capital aberto, comentou também o assunto o Bloomberg.

O site disse que as apostas da SoftBank em empresas de criptomoedas agora têm sido muito menores, ressaltando o recente aporte de US$ 200 milhões na brasileira Mercado Bitcoin, que passou a valer desde então mais de US$ 2 bilhões.



Fonte original