São Paulo, 14 de outubro – No próximo inverno, a cidade de North Vancouver, no Canadá, receberá aquecimento vindo da mineração de Bitcoin feita pela startup MintGreen, após a empresa fechar acordo com a Lonsdale Energy, a provedora de energia local.

Com a iniciativa, cerca de 20 mil toneladas métricas de gases do efeito estufa deixarão de ser geradas por megawatt em comparação com o gás natural, que costuma ser a fonte de energia da cidade, segundo o portal Coindesk.

A MintGreen afirma que consegue recuperar 96% do calor gerado pela mineração da criptomoeda, que pode então ser fornecido às comunidades locais e à indústria. Por conta disso, a mineradora fez um contrato de longo prazo com a Londslade.

O que é Bitcoin?

O Bitcoin foi criado em 2009, sendo a primeira criptomoeda. A moeda virtual foi criada para o envio e recebimento de valores online sem limitações de território ou quantia. Ela pode ser usada também como reserva de valor e é independente do atual mercado financeiro.

Com a crescente demanda, foram criados os fundos das criptomoedas, com o objetivo de diversificar a carteira e atrair mais investidores. O primeiro registrado na bolsa brasileira foi o HASH11, amplamente baseado no Bitcoin e no Ethereum, além de conter a Stellar, o Litecoin, o Bitcoin Cash e o Chainlink.Para entender mais, leia o artigo sobre Bitcoin da TC School.

Texto: Nicolas Nogueira
Edição: Lucia Boldrini e Letícia Matsuura
Arte: Vinicius Martins / Mover


Leia também

Especial: ‘Onda chinesa’ leva Marcopolo a lançar ônibus elétrico em 2022

Crise global de energia apoia investimento em urânio, diz analista

Petrobras atinge maior patamar em 13 anos após Bolsonaro defender privatização





Fonte original